estrategia mista
0

Estratégia Mista

A Estratégia Mista utiliza indicadores que são normalmente usados em dois tipos de estratégias contrárias. A ideia é usar a base de ambas e desenhar uma estratégia que combina os fatores mais importantes das duas.

Existem imensos indicadores, cada um deles pode ser configurado de forma diferente dando origem a dezenas de resultados diferentes. Se combinarmos vários indicadores na construção de uma estratégia, chegamos facilmente à conclusão que podemos ter milhares de estratégias diferentes.

No entanto, e apesar de todas as possibilidades, existentes no desenho de uma estratégia, podemos dividir as principais estratégias em dois grandes grupos:

1 – Estratégias de Tendência – Que são estratégias que procuram encontrar as tendências que o mercado desenvolve diariamente e que são as mais comuns em Opções Binárias. Podemos encontrar estratégias que trabalham desde os 60 segundos até outras que funcionam a longo prazo como ao dia ou à semana.

2 – Estratégias de Quebra ou Retracement – Também conhecido por contra-tendência, este outro grupo engloba todas as estratégias que procuram a quebra de uma tendência, em que o objetivo da estratégia é encontrar pontos de saturação de um preço. Normalmente estes pontos provocam uma quebra, ligeira ou definitiva do preço. Uma das estratégias que se enquadra neste grupo é a de suportes e resistências. Neste grupo de estratégias também encontramos algumas que trabalham em 60 segundos, como outras de mais longo prazo.

A ideia da Estratégia Mista surgiu na sequência de um melhoramento que fiz à estratégia de tendência que ensino aos meus alunos. A ideia de alterar a estratégia inicialmente partiu de um aluno meu que fez algumas experiências adicionando uma Banda de Bollinger ás minhas Médias Móveis.

Este foi o início do desenvolvimento da Estratégia Mista. Posteriormente optei por retirar a Banda de Bollinger e adicionar uma nova média móvel e alterar as já existentes. Ao fazer os testes, adicionei um indicador que uso na estratégia de suportes e resistências e foi aí que verifiquei a utilidade dele pois verifiquei que, mesmo em tendência, nem sempre os ativos conseguem ultrapassar determinadas linhas.

Assim nasceu a Estratégia Mista.

Estratégia Mista – Funcionamento:

– A estratégia mista usa os mesmos padrões de funcionamento de uma estratégia de tendência. Procura a formação de novas tendências de mercado entrando logo nos primeiros minutos da tendência. Desta forma consegue-se aproveitar pequenas tendências que se formam durante o dia, mesmo sendo contrárias ás tendências gerais do dia em determinado ativo.

– O funcionamento ideal é durante as horas de maior volatilidade. O horário que obtenho melhores resultados é durante a sessão europeia.

– As regras que explico nas aulas de treino em relação às regras de negociação nas horas de notícias importantes mantêm-se para a estratégia mista.

– Apenas testei tempos de expiração curtos, pelo que não tenho ainda resultados de como funciona a estratégia para tempos de 15 minutos ou mais. Nos testes feitos, quer por mim, quer por alguns dos alunos que também testam as estratégias e me dão um auxílio precioso (a quem eu aproveito para publicamente agradecer), os melhores resultados surgiram usando operações de 5 minutos. Tenho alunos a testar a estratégia em tempos mais longos. Quando tiver resultados publicarei.

– Gráfico em M1. Usa-se o timeframe de 1 minuto, para negociações de 5 minutos.

– Se a formação de uma nova tendência se der na direção de uma linha de suporte ou resistência, não entramos se este suporte ou resistência estiverem muito próximos. Idealmente deverá existir uma distância superior ao 10 pips da próxima linha. Dependendo do ativo ou da volatilidade do mercado no momento atual, a distância de segurança poderá ser maior ou menor aos tais 10 pips.

– As 3 médias móveis devem cruzar sempre da mesma forma: a Azul cruza a Verde primeiro e depois a Vermelha. No momento que cruza a Vermelha, a vela deverá nascer já na direção da nova tendência e não pode tocar em nenhuma das linhas.

– Na vela de entrada, normalmente há um pequeno retracement (quebra) eu espero sempre 10 segundos no início da vela para ver se ela quebra um pouco e entro, se ela continuar na direção das velas anteriores e da tendência eu entro ao fim destes 10 segundos. Se vir que ela quebra, entro logo que o ponto de entrada seja mais favorável.

– Se a operação for vencedora eu espero um novo cruzamento.

– Se a operação for perdedora eu volto a entrar com martingale se as 3 médias móveis se mantiverem na direção que eu entrei na primeira operação. Se alguma das médias móveis estiver na horizontal ou em contra ciclo com a minha operação anterior eu já não volto a entrar e procuro um novo cruzamento.

Esta estratégia será enviada a todos os meus antigos alunos. Por favor solicitem-me por email. A estratégia mista é enviada e explicada no Mini Curso de Opções Binárias.

Para mais informações contacte-me.

Rui Oliveira

Bloguista e Trader em Forex e Opções Binárias. Autor de: opcoesbinarias.biz e conselhosfinanceiros.com